Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Sp. Braga vence Derby do Minho

Os bracarenses venceram o Vitória de Guimarães, 2-1, num jogo em que foi superior diante de um rival que pagou caro as distrações defensivas

O Sporting de Braga inaugurou o marcador por Paulinho, aos 23 minutos, mas o Vitória de Guimarães empatou aos 37, tendo Hassan voltado a colocar os bracarenses em vantagem mesmo em cima do intervalo (45+1) e sentenciado o resultado.

Com esta vitória, que se justifica porque o Sporting de Braga foi melhor, a equipa de Abel Ferreira ultrapassa a de Pedro Martins na tabela classificativa, sendo que o Vitória de Guimarães voltou a mostrar debilidades defensivas e poucas ideias no ataque.

O Sporting de Braga vinha de uma vitória inédita na Alemanha, 2-1 diante do Hoffenheim, enquanto o Vitória de Guimarães não foi além de um empate caseiro, 1-1, com o Salzburgo, e os treinadores operaram apenas uma alteração nos seus ?onzes' da Liga Europa e ambos na frente de ataque, com Hassan a tomar o lugar de Dyego Sousa no Braga e Óscar Estupinan a substituir Texera no Vitória.

 

O jogo começou com um lance perigoso dos vimaranenses, com Raphinha a rematar já de ângulo apertado após bom passe de Hurtado (04), mas a primeira grande oportunidade pertenceu à equipa da casa com Esgaio a assistir acidentalmente Hassan, mas o egípcio, na cara de Douglas, a atirar ao lado (10).

Os 'arsenalistas' chegaram ao golo aos 23 minutos, com Paulinho a antecipar-se a um Konan 'adormecido', depois de um centro de Sequeira e, com um excelente cabeceamento, a bater Douglas.

O Vitória de Guimarães empatou aos 37 minutos, por Raphinha que, depois de fugir a Marcelo Goiano e iludir Rosic rematou forte e cruzado já bem dentro da área, sobre a esquerda, fazendo a bola passar por baixo de Matheus.

Contudo, na última jogada da primeira parte, os bracarenses voltaram a adiantar-se no marcador, com Hassan a explorar bem a passividade dos centrais vitorianos e a corresponder da melhor maneira, de cabeça, a um excelente cruzamento de Esgaio da direita (45+1).

O polivalente jogador que veio do Sporting fixou-se nos últimos jogos como extremo direito, depois de ter começado a época como lateral na mesma ala, e o Braga fica a ganhar porque ganha profundidade atacante e beneficia dos seus cruzamentos tensos.

Pedro Martins apostou em Heldon após o intervalo, mas foi o Braga a começar mais forte, tendo Paulinho, de livre direto, falhado por pouco (50).

A segunda parte foi mais tática, com as equipas muito encaixadas, mas o Vitória de Guimarães, a quem cabia atacar mais, mostrou grandes dificuldades em ligar o seu jogo ofensivo e foi incapaz de criar lances de perigo que lhe permitisse empatar e evitar a ultrapassagem do rival na tabela classificativa.

O Sporting de Braga também baixou muito as linhas e só aos 90+5 um belo remate em arco de Xadas voltou a 'assustar' Douglas.

image (2).jpg

 

Abel Ferreira: “O futebol é o jogo do gato e do rato"

Foi uma vitória justa de uma equipa que tem tido grau máximo de exigência nos últimos jogos e vai continuar a ter. Fico triste porque nem tempo tenho para saborear as vitórias. Vitória justa da equipa que assumiu o jogo, que não se escondeu e quis ganhar. Criou mais oportunidades criou, mais rematou e fico-me por aqui».

Questionado sobre o comentario de Pedro Martins num lance com o guarda redes Matheus Abel Ferreira respondeu ao seu colega de profissão«Não vou entrar por aí. Lembro-me do minuto dezasseis. A única coisa que quero fazer é dar os parabéns aos guerreiros que tenho aqui em cima. Amanhã os braguistas irão para os trabalhos felizes, esse é o meu papel, dar alegrias aos que comigo trabalham, aos nossos adeptos, procurar dar bons espetáculos com os recursos que temos. Dou os parabéns aos adeptos em geral, em particular aos do Braga. Rivalidade sim, radicalismo não, hoje os adeptos estão de parabéns:

Penálti do Teixeira que virou amarelo. Vou fazer o meu trabalho, ver a floresta a arder e deixar a minha gotinha na boca. Não sabem o mal que estamos a fazer ao futebol, já dei a minha opinião há uns tempos e pensaram que estava a brincar.».

 

Pedro Martins: «Eficácia da primeira parte ditou o jogo»

Pedro Martins no final da partida referiu ao jornalistas que falharam vários fatores. A eficácia do Braga em dois momentos, nomeadamente no primeiro golo em que é um erro nosso, e estávamos precavidos para estas situações. Termos sofrido um golo em cima do minuto 45 foi outro fator. Foi um jogo dividido e disputado, nem sempre bem jogado, houve algum desgaste das duas equipas na parte final e, ao minuto dezoito, houve uma situação de facto, há tantos olhos e televisões e não se chega a nenhuma conclusão. Houve vários fatores que nos tiraram a possibilidade de levar pontos. Tínhamos o jogo muito equilibrado, estava dividido ainda que com maior pendor e iniciativa do Braga, mas sempre controlado. Faltou sair com mais qualidade para fazer mossa, mas foi a eficácia da primeira parte que ditou o jogo».

A perder ao intervalo com um golo já nos descontos Pedro Martins referiu que a sua equipa entrou na segunda parte para mudar o rumo aos acontecimentos “Vínhamos com uma estratégia bem definida. Na primeira parte em alguns duelos não tivemos agressividade. Ficámos mais expostas às transições, no entanto tínhamos o jogo controlado, ainda que com maior pendor do Sp. Braga”.

 

Duas detenções por agressões no intervalo do Braga-V. Guimarães

Duas pessoas foram detidas, por agressões, ao intervalo do jogo entre Braga e V. Guimarães, e outras 40 foram identificadas pela PSP no decorrer da partida.

O jogo, que teve lugar no Estádio Municipal de Braga contou com policiamento da PSP de Braga, auxiliado por elementos do Corpo de Intervenção do Comando do Porto.

Antes da partida, e de acordo com o noticiado pelo Jornal de Notícias, um grupo de adeptos do Vitória terá sido agredido, a caminho do Estádio, por elementos vestidos de negro.

 

 

 

PUB