Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Silva Campos é candidato único à presidência do Rio Ave

ntónio Silva Campos, 56 anos, é candidato único à presidência do Rio Ave, para o triénio 2017/20. Dirigente está há quase uma década à frente do emblema vila-condense.

image.jpg

 

Esgotado o prazo de apresentação de listas, o Rio Ave anunciou, nesta quarta-feira, que apenas uma candidatura, encabeçada pelo atual presidente, António da Silva Campos, vai apresentar-se a sufrágio, no dia 25 deste mês.

Destaque para a mudança, na presidência da assembleia geral, com Mário Almeida a cessar funções e a ser substituído por Amândio Couteiro.

 

Mário Almeida deixa Rio Ave 35 anos depois de ter entrado

O presidente da Mesa da Assembleia Geral do Rio Ave não pretende continuar no clube por discordar da estratégia do clube

O presidente da Assembleia-Geral do Rio Ave, Mário Almeida, anunciou, esta quarta-feira, que não pretende ser reconduzido no cargo que ocupava há 35 anos, em discordância com aquilo que diz ser a atual estratégia do clube.

"Não me sintonizando com a estratégia apontada e com recentes acontecimentos que vejo serem para continuar, saio para que, quem pensar de forma diferente, o venha a assumir", justificou Mário Almeida.

O dirigente, atualmente presidente da Assembleia Municipal de Vila do Conde, afirma que sai quando "se diz tudo estar bem", mas sublinha que para si "o presente só é bom" quando o futuro dá garantias.

 

O presidente da Mesa da Assembleia Geral do Rio Ave não pretende continuar no clube por discordar da estratégia do clube

O presidente da Assembleia-Geral do Rio Ave, Mário Almeida, anunciou, esta quarta-feira, que não pretende ser reconduzido no cargo que ocupava há 35 anos, em discordância com aquilo que diz ser a atual estratégia do clube.

"Não me sintonizando com a estratégia apontada e com recentes acontecimentos que vejo serem para continuar, saio para que, quem pensar de forma diferente, o venha a assumir", justificou Mário Almeida.

O dirigente, atualmente presidente da Assembleia Municipal de Vila do Conde, afirma que sai quando "se diz tudo estar bem", mas sublinha que para si "o presente só é bom" quando o futuro dá garantias.

"Não admito poder vir a ser responsabilizado por algo em que não estive envolvido", refere ainda Mário Almeida, em nota publicada na página oficial do Rio Ave, cuja direção é presidida por António Silva Campos.

O antigo presidente da câmara de Vila de Conde diz também que, nestes anos todos, não se limitou "a cortar fitas" e que viveu o dia-a-dia do clube, identificando-se "com os dirigentes, os técnicos, os atletas e os demais profissionais".

"Não deixei também de, em momentos difíceis, assumir responsabilidades pessoais para que o Clube não caísse em situações de incumprimento", assinala o dirigente.

PUB