Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Professores mantêm greve para dia 21 de junho

A greve na educação em época de exames decidiu-se hoje em reuniões que os sindicatos do setor realizaram com os responsáveis da tutela.

Professores mantêm greve para dia 21 de junho

A FENPROF decidiu manter a greve de professores agendada para o dia 21 de junho, altura em que decorre a época de exames nacionais.

 

A decisão foi tomada após uma reunião com o ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues, esta manhã.

Em conferência de imprensa, Mário Nogueira explicou que os motivos pelos quais se decidiu manter a greve está relacionado com o facto do ministério da Educação não ter feito um “compromisso de que em janeiro de 2018 as carreiras serão descongeladas”, nem com o regime especial de aposentação ao fim de 36 anos de serviço, sem penalizações. Problemas que são "prioritários" para os docentes.

Reconhecendo que foram feitas cedências noutras áreas, como é o caso das reivindicações associadas ao ensino artístico, o mesmo responsável fez saber que a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) desconvocou hoje a greve no ensino artístico que estava marcada para quarta-feira, por ter chegado a um entendimento com a tutela.

Recorde-se que a FENPROF exigia  o descongelamento das carreiras docentes em janeiro de 2018; a garantia de abertura de novos processos de vinculação extraordinária em 2018 e 2019; a negociação do despacho de Organização do Ano Letivo 2017/2018, com a definição clara dos conteúdos das componentes letiva e não letiva; a aprovação de um regime especial de aposentação e/ou a aprovação de medidas concretas que garantam o “reajustamento funcional” da atividade desenvolvida pelos professores com mais tempo de serviço; e a abertura de processos negociais específicos em torno de matérias como a gestão das escolas e o processo de descentralização / municipalização que o governo pretende levar por diante.

PUB