Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Os cinco melhores conselhos para dormir bem todas as noites

Um dos desejos mais comuns e atuais um pouco por todo o mundo diz respeito à qualidade do sono. Quem não deseja dormir mais e melhor todas as noites?

obesidade-nutriela.jpg

 

Quando o objetivo é ter mais saúde e uma melhor qualidade de vida, então está na hora de dormir sobre o assunto... literalmente. O impacto que a qualidade do sono tem no corpo humano é um dos aspetos mais estudados pela ciência atual e o mais recente Prémio Nobel da Medicina vem provar isso mesmo.

Depois de os investigadores norte-americanos terem provado o real impacto de respeitar os relógios biológicos do corpo humano (o relógio circadiano), não faltam motivos para lutar por uma boa qualidade de sono, sob a pena das noites mal dormidas se transformarem no aparecimento de uma sensação constante de cansaço, no excesso de peso, em doenças do foro mental e ainda acidentes diários.

Mas, o que é preciso fazer para dormir bem todas as noites? Não muito, na verdade. À BBC, o neurocientista Matthew Walker listou aqueles que são os cinco planos de ação mais eficazes para dormir mais e melhor todas as noites. Ei-los:

1 - Ter horários regulares... para tudo. Quando se tem uma rotina certeira, com horas concretas para acordar, para comer e para ir para a cama é meio caminho andado para o relógio do corpo humano se manter acertado;

2 - Manter a temperatura do quarto baixa. Diz o especialista que a temperatura do quarto deve rondar os 18 graus Celsius para que a qualidade do sono fique assegurada;

3 - Banir toda e qualquer luz. Tudo o que seja dispositivos eletrónicos devem ficar bem longe do quarto e a luz deve manter-se apagada durante a noite, diz o médico;

4 - Nada de contar carneirinhos. Quando não se consegue adormecer ou não se consegue voltar a 'cair' no sono depois de acordar, ficar na cama não é, de todo, uma opção, devendo-se sair do quarto e ir para um local com pouca luz, podendo a leitura ser um bom passatempo para estes momentos;

 

5 - Controlar o consumo de estimulantes. Tanto a cafeína como o álcool devem ser evitados nos momentos que antecedem a hora de dormir e o seu consumo deve ser sempre o mais moderado possível ao longo do dia.

PUB