Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Ministério Público acusa lar e funcionários de maus-tratos a crianças

O Ministério Público (MP) acusou um lar de infância e juventude em Vila Nova de Gaia e cinco trabalhadores de maus-tratos e "tratamentos humilhantes" a diversas crianças e jovens, divulgou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto (PGD).

naom_584eb88693f9e.jpg

 

A acusação, deduzida a 30 de outubro, e citada na página oficial da PGD, imputa a cada um dos seis arguidos - quatro funcionários, um dirigente do lar de infância e juventude e a própria instituição -- a prática de vários crimes de maus-tratos.

A PGD salienta que os factos ocorreram entre 2013 e 2015, num lar que acolhia crianças e jovens em situação de perigo e sem adequada retaguarda familiar, que tinha acordo de colaboração com a Segurança Social.

Segundo o MP, os suspeitos ministraram castigos físicos a diversas crianças e jovens e sujeitaram-nos a "tratamentos humilhantes".

PUB