Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Mais de 40% das mulheres tem relações sexuais desprotegidas

O esquecimento da pílula e recusa do parceiro em usar preservativo são algumas dos motivos para terem sexo sem proteção. Novo estudo, feito com mais de 500 entrevistas, indica que 22% das mulheres recorreria ao aborto no caso de gravidez indesejada. Dia Mundial da Contraceção que se comemorou na passada terça-feira, dia 26.

img_1_27_4992.jpg

 

No último ano, 41% das mulheres teve relações sexuais desprotegidas e um quinto assume que faria um aborto caso tivesse uma gravidez indesejada. As conclusões são de um estudo, a que a Notícias Magazine teve acesso, coordenado pela Sociedade Portuguesa de Contraceção, e promovido pela HRA Pharma, para marcar o Dia Mundial da Contraceção que se comemora dia 26 de setembro.

Feito com base em entrevistas a 507 portuguesas, a análise revela que, das mulheres que nos últimos 12 meses tiveram relações sexuais desprotegidas, 11% assume que o fez por o parceiro não querer utilizar preservativo. Já 27% justifica o comportamento por «se ter esquecido de tomar a pílula» e 17% alega que decidiu «arriscar por achar que a possibilidade de engravidar era baixa».

Há quem explique ter usado o coito interrompido (17%), outras dizem não ter, na altura, nenhum método contracetivo disponível e outras ainda admitem que pura e simplesmente se esqueceram (7%). Restam as que referem que o preservativo se rompeu (2%).

PUB