Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Já chove em alguns pontos do país. "Não extingue fogos, mas ajuda"

Faz-se sentir alguma precipitação em alguns pontos do país. Proteção Civil sublinha que ainda não ajudará na extinção de incêndios mas que a redução de temperatura evitará, pelo menos, a propagação do incêndios através de fagulhas.

naom_55ee8d1f1cd70.jpg

 

Nas redes sociais, as publicação sucedem-se em catadupa: "Já chove!". Sinal de dois dias de desespero em alguns distritos, que aguardavam da meteorologia uma trégua que as autoridades não conseguiram fazer chegar. De acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), faz-se sentir "alguma precipitação nalguns pontos da Estremadura e em Santarém, na zona de Rio Maior", embora haja relatos de internautas que dão conta de chuva em Lisboa, Coimbra, Guarda e Viseu.

 

"Esta humidade ainda não serve, no entanto, para extinguir incêndios ainda preocupantes, nomeadamente em Leiria", refere o comandante Paulo Santos, falando numa "chuva localizada", ou seja, que pode acontecer à margem dos incêndios.

O responsável refere, ainda assim, que a redução de temperaturas que se fez sentir agora ao início da noite servirá, pelo menos, para impedir a "propagação rápida de partículas incandescentes", as chamadas fagulhas.

Recorde-se que as altas temperaturas e os ventos em várias direções foram a principal causa da propagação dos incêndios, através da movimentação de fagulhas. Com temperaturas mais baixas, indica o comandantes, "estas partículas acabam por se extinguir no ar".

No site do IPMA, é possível verificar que se prevê para amanhã, terça-feira, céu geralmente muito nublado com períodos de chuva ou aguaceiros, podendo ser por vezes fortes e acompanhados de trovoada nas regiões Norte e Centro. A partir do final da tarde, períodos de chuva ou aguaceiros no litoral, podendo ser por vezes fortes e acompanhados de trovoada no Norte e Centro, estendendo-se gradualmente às regiões do interior. É prevista também mais uma descida de temperatura, em especial da máxima.

PUB