Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Desemprego cai e volta a níveis pré-crise. Melhor, só em 2008

A queda da taxa de portugueses sem emprego continua e já atinge valore impressionantes.

naom_503513354ea50.jpg

 

Agosto foi mesmo um mês histórico para o desemprego em Portugal. A revisão em baixa da estimativa para o oitavo mês do ano levou a taxa final para os 8,8% da população ativa, um valor que bate mínimos de nove anos e o melhor resultado desde o final de 2008.

"A taxa de desemprego de agosto de 2017 situou-se em 8,8%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que no mês anterior e menos 0,4 p.p. em relação a três meses antes. Aquele valor representa uma revisão de menos 0,1 p.p. face à estimativa provisória divulgada há um mês e corresponde ao valor mais baixo observado desde novembro de 2008 (8,9%)", pode ler-se num destaque estatístico disponibilizado pelo INE esta segunda-feira.

O número total de desempregados era de 451.700 pessoas no final de agosto, menos 7.100 pessoas face ao mês de julho, e a população empregada era de 4,709 milhões de portugueses, mais 6.900 pessoas do que no final do mês anterior.

Os sinais de setembro são ainda mais animadores: "A estimativa provisória da taxa de desemprego de setembro de 2017 foi de 8,6%".

"Neste mês, a estimativa provisória da população desempregada foi de 442,0 mil pessoas e a da população empregada foi de 4.716,7 mil pessoas", salienta o INE, abrindo a porta a resultados finais também históricos em setembro.

PUB