Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Braga ARS pagou 49000 euros por esquecimento de compressa

Em abril do ano 2000, uma grávida, de 34 anos, foi submetida, no Hospital de São Marcos, em Braga, a uma intervenção cirúrgica que terminou com uma compressa esquecida no abdómen.

image.jpeg

 O "objeto" ficou alojado durante nove meses no corpo da doente, até que médicos de uma clínica o descobriram. Pelos danos sofridos, os tribunais administrativos decidiram atribuir-lhe uma indemnização total de de 48 926 euros, a pagar pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, devido à extinção daquele hospital público.

PUB