Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

Arsenalistas surpreenderam na Alemanha 1-2

O Sp.Braga venceu o Hoffenheim na primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa, por 2-1, isto depois de uma reviravolta.

A jogarem em casa, os alemães ainda chegaram à vantagem no marcador, aos 24 minutos, por intermédio de Sandro Wagner, mas João Carlos Teixeira fez o empate sob o apito para o intervalo.

No segundo tempo os bracarenses apostaram no contra-ataque, sempre a defender bem, e aos 50' conseguiram o golo que lhes garantiu a vitória, por intermédio de Dyego Sousa.

image.aspx.jpg

Abel Ferreira, treinador do Sp. Braga, em declarações, após a vitória na Alemanha:

 

Treinador do Sp. Braga desvaloriza golos de apostas suas e pede equilíbrio à equipa depois da vitória

 

«Queria começar por agradecer o apoio dos nossos adeptos. Seguramente que todos os braguistas e a grande maioria dos portugueses torceram por nós.»

«Tinha dito que era preciso audácia e arrogância para desafiar o adversário. Era difícil, estava super-moralizado. Estes são os mesmos jogadores que perderam em Setubal e é fundamental perceberam o equilíbrio. Nem antes eram os piores, nem agora são os maiores. Cada jogo é único e irrepetível e tínhamos aqui uma oportunidade de nos desafiarmos. Outra palavra que tínhamos de ter era coragem. Coragem para ter bola. Era a forma mais fácil de enfrentar este adversário que não perdia em casa desde 2016.»

«Sabíamos que os 15 minutos iniciais deles eram muito intensos. O Dyego e o Paulinho permitiam quebrar a primeira linha de cinco. Fomos conseguindo, mas a valia do nosso adversário é enorme. Eles têm uma ideia de jogo parecida com a nossa. Passamos por dificuldades, mas esta equipa está habituada. Sabemos que precisamos de tempo. Temos matéria-prima mas uma equipa demora a construir e é construída em cima de vitórias.»

«Esta vitória ajuda-nos a ser equilibrados. Estes jogadores têm de acreditar mais neles. Por muita moral que dê, por muito que diga que são bons, a motivação tem de vir de dentro. Golos de duas novidades no onze? Se hoje tivéssemos perdido iam criticar o treinador porque fez cinco alterações. Eu treino os mesmos, não os titulares e os suplentes. Quero que sintam que são todos úteis.»

«Em dez jogos contra uma equipa destas, ganhamos três. Hoje correu bem, mas são três pontos apenas. Vamos continuar este caminho, que será longo. Mas três pontos já temos.»

 

PUB