Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Atual

António Salvador ataca Conselho de Disciplina e deixa promessa

O presidente do Braga considera que o órgão federativo "serviu-se" do clube arsenalista e garante que o jogo com o Paços de Ferreira, no domingo, terá adeptos nas bancadas.

img_757x498$2017_05_25_11_59_38_631655.jpg

 

António Salvador teceu duras críticas ao Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), depois da sanção de um jogo à porta fechada aplicado pelo órgão federativo ao Braga, devido ao comportamento dos adeptos na partida com o Aves. Esta quarta-feira, o presidente do clube arsenalista marcou presença no evento de apresentação da campanha de reflorestação e reconstrução do Projeto Homem, garantindo que, no domingo, o Estádio Municipal de Braga estará "de portas abertas".

"Temos a certeza que os nossos adeptos não contribuíram para isso. Nada existiu para que o nosso clube fosse castigado. O CD serviu-se do Braga para castigar ou servir de exemplo para outros. Onde estava o CD quando, repetidamente, se ofendia a memória de um dos maiores jogadores do futebol português? Quando se ofende a memória de uma pessoa que morreu num estádio? No domingo [frente ao Paços de Ferreira] não vai ser um jogo de porta fechada, vai ser de porta aberta. Que venham para dentro do estádio, para que tenhamos uma grande festa. Estamos aqui para defender a honra dos adeptos e do clube. O Braga fará o máximo para defender a sua honra e de maneira a que o jogo não seja à porta fechada", prometeu Salvador, já depois de o clube ter garantido a apresentação de recurso da decisão do CD no Tribunal Arbitral do Desporto, com efeitos suspensivos do castigo. O dirigente máximo dos minhotos voltou a insistir na ideia de "um campeonato disputado a três":

"Todos nós já percebemos que só contam três clubes neste campeonato. Não vão contar só com três, mas também connosco e com os outros", acrescentou.

PUB