Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mais Atual

Ryanair com descontos de 20% em voos entre novembro e janeiro

Em resposta à promoção da easyJet anunciada ontem, a maior companhia aérea low cost da Europa lançou uma campanha de fim de verão.

transferir.jpg

 

Chegou a 'End of Summer Bonanza' da Ryanair, uma campanha de descontos que promete "20% de desconto em 2 milhões de lugares, para viagens entre novembro e janeiro".

Até ao dia 3 de setembro, pode reservar através do site da Ryanair o seu voo com desconto, escolhendo de entre os mais de 33 países e 1.800 rotas disponíveis o que mais lhe convier. 

"A companhia aérea permite assim aos seus clientes que levantem voo com as tarifas mais baixas e combatam a melancolia de final de Verão ao planear uma escapadinha de Inverno", explica a Ryanair em comunicado oficial 

PUB

EasyJet lança campanha com voos mais baratos a partir de Portugal

Em Lisboa, Porto, Faro e até nas ilhas, há muitas promoções que podem interessar-lhe.

naom_56822d4fe29f9.jpg

 

partir de hoje e até 5 de setembro, a easyJet está a vender bilhetes com desconto para vários destinos internacionais, com partida dos principais aeroportos portugueses.

Os cortes de 15% nos preços aplicam-se a quase todas as viagens de Portugal para o estrangeiro e há preços bastante baixos em Lisboa, Porto, Faro e até nas ilhas. 

De Lisboa pode, por exemplo, ir para Londres por 26,99 euros, para Nice e Genebra por 19,49 euros, ou para Milão por 21,99 euros; a partir do Porto pode voar para Londres por apenas 14,99 euros, ou para Paris, Basileia ou Estugarda por 16,99 euros; em Faro, pode ir até Glasgow por 21,99 euros ou para Lille por 17,99 euros, por exemplo. 

PUB

Barcelos - Candidato do PSD/CDS a junta de freguesia morreu em acidente de mota

Filipe Faria Figueiredo, 37 anos, cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP à junta de freguesia de Couto Cambeses, em Barcelos, morreu num despiste de mota.

ng8769673.jpg

 

O acidente aconteceu por volta das 19 horas de quinta-feira, na Estrada Municipal 308, na freguesia de Cambeses do Rio, perto da albufeira da Barragem do Alto Cávado, em Montalegre.

Filipe Figueiredo era o rosto da lista "Mais Barcelos" e era um forte candidato à vitória nas eleições autárquicas. Era advogado e ia casar no final deste ano.

De acordo com a equipa médica chamada ao acidente, o óbito ocorreu no local do despiste.

PUB

Combustíveis devem voltar a subir graças ao furacão Harvey

A semana foi pródiga em subidas da gasolina e do gasóleo nos mercados internacionais, fruto das dificuldades de produção nos Estados Unidos.

800.jpg

 

Pela segunda semana consecutiva, os portugueses vão deparar-se com combustíveis mais caros nos postos de abastecimento. Para quem seguiu com atenção as bolsas internacionais esta semana, o aumento dos preços não é surpresa: a devastação do Harvey nos Estados Unidos comprometeu a produção e ambos os combustíveis mais utilizados em Portugal sofreram.

A gasolina deverá ser mais afetada, esperando-se um forte aumento a rondar os dois cêntimos a dois cêntimos e meio por litro já na próxima segunda-feira. 

No gasóleo a revisão deverá ser menos significativa, mas ainda assim espera-se um aumento a rondar um cêntimo a um cêntimo e meio por litro. 

Como habitual, a subida dos preços deverá ser maior nos postos das principais marcas, e mais pequena nas bombas de gasolina de marca branca.

PUB

Esperado arranque tranquilo do ano letivo, alertas para falta de técnicos

Professores, pais e responsáveis pelas escolas esperam estabilidade no início do ano letivo, daqui a uma semana, e dizem haver indícios de que o arranque das aulas vai ser tranquilo.

regressoaulas_2012-640x315.jpg

 

Ouvidos pela agência Lusa sobre o início do ano letivo 2017/18, responsáveis do setor esperam normalidade, mas apontam a falta de trabalhadores não docentes e de técnicos especializados como alguns dos problemas a marcar o momento.

A preocupação foi deixada à Lusa pelos dirigentes das duas maiores estruturas sindicais dos professores, Federação Nacional da Educação (FNE) e Federação Nacional dos Professores (Fenprof), com João Dias da Silva, pela FNE, a lamentar a falta de assistentes e de profissionais como psicólogos ou terapeutas, quando "as necessidades estão identificadas" e esses trabalhadores "são necessários".

"É errado que técnicos tenham de esperar pelo início das aulas para serem colocados, é errado que não o sejam a 01 de setembro", lamentou o secretário-geral da FNE, que, se por um lado, elogia a colocação atempada de professores, ao contrário do que aconteceu em anos passados, por outro, critica que este ano haja professores colocados mais longe da residência, o que significa "uma situação difícil de gerir e alterações da vida familiar muito fortes".

Mário Nogueira, pela Fenprof, também espera uma tranquilidade no regresso às aulas que não existiu no passado, mas lembra que ainda é preciso colocar "três a quatro mil professores". E se o Ministério da Educação (ME) não está atrasado para criar condições para que as escolas abram de forma positiva também "não se pode adiar muito mais". O ME está a "trabalhar muito em cima da linha vermelha, esperamos que as coisas funcionem", alerta.

Em cada início do ano,o que é visível, diz, é se as escolas abrem ou não. E acrescenta: "abrem todas, o problema é o que acontece lá dentro". E lá dentro têm de estar os professores e os não docentes.

Para Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares, está aí o maior problema. "Não está resolvido o problema dos assistentes operacionais. Há muitas centenas de operacionais em falta, o que dificulta seriamente o trabalho das escolas".

Manuel Pereira espera um início de ano tranquilo, mas espera também que a revisão da portaria sobre o rácio de alunos por assistente operacional (auxiliar), que o Governo anunciou, seja rápida.

E lamenta o atraso na aprovação dos orçamentos das escolas. "É preciso que os orçamentos das escolas sejam aprovados mais cedo e que à escola seja dada mais liberdade financeira. A expectativa é que o Ministério perceba que as escolas precisam de mais recursos financeiros para poder dar respostas mais imediatas".

Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), não fala dos orçamentos mas deposita grande esperança de as escolas poderem muito em breve contratar mais assistentes.

"A expectativa está em alta porque poderá ser (a publicação da portaria) o fim da escassez de funcionários das escolas públicas portuguesas, que é um problema de há muito tempo", diz à Lusa, afirmando que espera um início do ano calmo e que os recursos humanos (docentes e técnicos especializados) "cheguem atempadamente".

Essa é também a esperança de Rui Martins, presidente da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE). À Lusa disse esperar uma abertura do ano letivo tranquila, "quase de certeza" sem falta de professores.

E elogia também a gratuitidade de manuais escolares no primeiro ciclo (embora lamente que outras despesas de educação não possam ser deduzidas a nível de impostos) e a redução do número de alunos por turma, que está prevista em algumas escolas.

"Dá-se pouco relevo às despesas que não são de manuais escolares, como material para desporto, para música, os transportes, a alimentação. Essa despesa não faz parte do IRS para educação", lamenta também Jorge Ascensão, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap).

Ao mesmo tempo que espera normalidade na abertura do ano, com professores colocados, o responsável espera também alimentação de qualidade nas escolas e de qualidade igualmente as atividades extracurriculares.

E se todos esperam tranquilidade e normalidade no início das aulas, a Fenprof, nas palavras de Mário Nogueira, não vai dar tréguas ao Governo na questão da Educação, porque este "já não tem desculpas" e tem de reforçar o orçamento do setor em 2018.

Este ano, diz, é a "prova de fogo" para o Governo, "é a valer", e o Ministério "não pode continuar a patinar".

Nogueira quer que a redução dos alunos por turma não seja apenas simbólica, que se desfaçam os mega-agrupamentos, que as questões curriculares deixem de ser tratadas de forma avulsa, e que as carreiras dos professores sejam descongeladas em janeiro.

E depois é preciso "rejuvenescer o corpo docente", dar dinâmica às escolas, que se possam aposentar professores com mais de 40 anos de descontos.

Manuel Pereira já se tinha queixado do mesmo, da "décalage" entre crianças e professores, nomeadamente no primeiro ciclo e pré-escolar. "É preciso soluções para rejuvenescer o quadro dos professores".

As aulas para o ano letivo 2017/18 começam entre os dias 08 e 13 de setembro.

PUB

Crianças assistem a espetáculo erótico

Vídeo mostra duas mulheres seminuas em cenas ousadas com dois homens em cima de motas, em Oliveira de Azeméis.

img_757x498$2017_09_01_00_41_02_663607.jpg

O espetáculo erótico foi protagonizado por duas mulheres seminuas em cima de uma mota. Nas imagens, que já estão a circular na internet, é possível perceber que enquanto as strippers se exibem, perante centenas de pessoas, estão várias crianças a assistir - algumas delas bem junto do local onde as duas mulheres mostram o corpo em poses ousadas com dois homens. O vídeo foi captado no passado fim de semana, no parque La Salette, em Oliveira de Azeméis, onde decorreu a 16ª edição da concentração Motoclube ‘Os Últimos’. No cartaz, que também circula nas redes sociais, podem ver-se duas mulheres em roupa interior e a anunciar que, no sábado, haveria um show de striptease ‘bike wash’ - espetáculo em que as duas strippers tiram a roupa enquanto lavam as motas, perante uma mangueira a jorrar água. Além da menina que está junto às duas mulheres, que estão apenas em cuecas, é visível ainda a presença de pelo menos mais três crianças a assistir ao evento - uma delas até pega num telemóvel para registar o momento erótico. Nas imagens, é percetível também que um dos elementos da organização retira uma das menores do recinto do show sensual. O CM tentou obter um esclarecimento do motoclube, por telefone e por email, mas sem sucesso. A GNR diz não ter registo de qualquer queixa.

img_757x498$2017_09_01_00_41_13_663611_im_63639823

img_757x498$2017_09_01_00_41_05_663609_im_63639823

img_757x498$2017_09_01_00_41_13_663611_im_63639823

PUB

Um dos jogos mais aplaudidos da PlayStation está a caminho do iPhone

O próximo jogo do estúdio thatgamecompany será lançado primeiro na loja virtual da Apple.

naom_59ce0680e74e8.jpg

 

Nos primeiros tempos da PlayStation 3 um dos jogos que mais se fez notar foi ‘Flower’, um pequeno jogo até então pouco conhecido estúdio thatgamecompany. O conceito simples e o belo grafismo ajudou a tornar o estúdio um dos mais conhecidos da altura mas, se nunca chegou a experimentar, vai ter em breve a sua oportunidade.

‘Flower’ já está disponível na App Store por 5,49 euros, um lançamento que poderá ajudar os jogadores a ter uma ideia do trabalho do estúdio antes que ‘Sky’ chegue no final do ano. ‘Sky’ é o próximo e muito esperado jogo da thatgamecompany e foi anunciado na conferência da Apple no início do mês. Chegará primeiros à loja virtual da Apple e só depois a outras plataformas.

Sobre ‘Flower’, os jogadores controlarão o vento e terão de reunir pétalas de flores para resolver puzzles em planícies e paisagens de grande beleza. Ideal para relaxar. Veja o trailer abaixo

PUB

Noite Branca em Braga para um fim de semana diferente

Arranca hoje a Noite Branca 2017 em Braga com a cidade preparada para receber uma enchente.Aurea e Mariza são as cabeças de cartaz do primeira noite das duas da Noite Branca de Braga.

image.png

 Animação de rua, programação infantil, museus abertos fora-de-horas, instalações, performances e muita música para todos os gostos são os atractivos que o evento oferece para os 300 mil pessoas que a organização aguarda.

Na primeira noite, esta sexta-feira, o palco principal, na praça do Município, acolhe pelas 21h30 Aurea e às 23 horas Mariza. O palco gnration, na avenida Central fica a cargo do Osso (00h00) e da Orelha Negra quando forem 01h20. Entre o longo programa, destaque-se o Mimos’s Street Parade, que percorre o centro histórico a partir das 19 horas e das 23h30 No sábado, o palco principal recebe Maya Andrade e a Orquestra de Jazz de Matosinhos (21h), Seu Jorge (22h30) e DJ Ride (00h00). Os ritmos dançantes de Factory Floor (00h00), Evian Christ (01h20) e Niagara (03h00) acontecem no palco gnrartion.

PUB