De acordo com a SIC Notícias, o homem que atropelou o adepto italiano, Marco Ficini, pertence aos "No Name Boys". O suspeito que se entregou à Polícia Judiciária tem cerca de 30 anos, de acordo com o canal de Carnaxide, e chegou às instalações acompanhado pelo advogado Carlos Melo Alves.

O suspeito deverá ser interrogado por um procurador do Ministério Público ainda durante a tarde desta quinta-feira.

Esta quarta-feira a Polícia Judiciária já tinha recuperado o automóvel que terá sido utilizado no atropelamento mortal do adepto italiano. O veículo, que foi encontrado na Amadora, foi rebocado para as instalações da Polícia Judiciária, em Lisboa, para ser sujeito a perícias.

Marco Ficini, 41 anos, de nacionalidade italiana, morreu na madrugada de sábado, dia 22 de abril, na sequência de um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, adiantou então a PSP, chamada ao local depois de alertada para a existência de confrontos.

A ocorrência, no dia do jogo entre o Sporting e o Benfica no estádio de Alvalade, foi então entregue à Polícia Judiciária. No imediato, a PSP deu início a uma investigação da situação de atropelamento e fuga sem prestação de socorro.

Na sequência dos acontecimentos, o Sporting manifestou “o mais profundo lamento e repúdio” pela morte do italiano, que, de acordo com a imprensa, teria ligações ao clube italiano Fiorentina e seria também adepto do Sporting.

O Benfica lamentou também "de forma veemente" a morte do adepto italiano junto ao Estádio da Luz, adiantando que desde a primeira hora tem estado em estreita colaboração com as forças de segurança, no sentido de fornecer os necessários elementos para apurar o sucedido.

A Fiorentina, cuja equipa principal de futebol é orientada pelo português Paulo Sousa, lamentou também "trágica morte" de um adepto seu em Lisboa.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) já anunciou a abertura de um inquérito que corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

Fotografia: SIC Notícias