Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mais Atual

Luther Singh dado como certo em Braga depois de apontado ao Vitória

Apontado há alguns meses ao V. Guimarães, o extremo sul-africano Luther Singh deverá rumar ao Braga.

image.jpg

 

Apontado há alguns meses ao V. Guimarães, o extremo sul-africano Luther Singh deverá rumar ao Braga, desconhecendo-se se o fará já neste mês ou somente na próxima época. "O Luther Singh assinou pelo Braga. Já lhe disse para ser paciente, porque poderá não jogar logo. Quando tiver uma oportunidade, terá de dar o melhor", declarou Farouk Khan, treinador que trabalhou com o internacional sub-20 no Stars of Africa, citado pelo Goal.com.

Apontado há alguns meses ao V. Guimarães, o extremo sul-africano Luther Singh deverá rumar ao Braga, desconhecendo-se se o fará já neste mês ou somente na próxima época. "O Luther Singh assinou pelo Braga. Já lhe disse para ser paciente, porque poderá não jogar logo. Quando tiver uma oportunidade, terá de dar o melhor", declarou Farouk Khan, treinador que trabalhou com o internacional sub-20 no Stars of Africa, citado pelo Goal.com.

Em 2016, ao serviço do GAIS, da Suécia, Singh marcou nove golos em 22 jogos.

PUB

IRS: Senhorios, não se esqueçam deste prazo. Termina hoje

Os proprietários de imóveis arrendados que não emitam periodicamente recibos de renda através do Portal das Finanças terão de entregar a declaração anual às finanças até terça-feira.

De acordo com a informação disponível no Portal das Finanças, "a declaração deve ser apresentada pelas pessoas singulares (IRS) titulares de rendimentos prediais (categoria F) que, estando dispensados de emitir recibo de renda eletrónico, não tenham optado pela sua emissão".

 

Em causa está a declaração anual de rendas, através do Modelo 44, que pode ser entregue em papel, diretamente nos balcões dos serviços de Finanças, ou ser enviada pela internet, através do Portal das Finanças, pelos senhorios que estejam dispensados de passar recibos eletrónicos de renda.

Estão dispensados desta obrigação todos os que a 31 de dezembro tinham idade igual ou superior a 65 anos e todos os que não estejam obrigados a possuir caixa postal eletrónica, bem como os proprietários de casas arrendadas que tenham auferido no ano anterior rendimentos prediais que não ultrapassem duas vezes o valor do IAS (Indexante de Apoios Sociais) ou que, não tendo tido rendimentos no ano anterior, não prevejam, no ano corrente, ultrapassar esse mesmo valor.

Os contribuintes casados terão de entregar duas declarações a menos que o imóvel arrendado seja bem próprio de um deles, se estiverem casados em regime de separação de bens ou, nos outros regimes, se foi adquirido antes do matrimónio.

As associações de proprietários alertaram na semana passada para "várias dificuldades" na entrega ao Fisco da declaração anual dos senhorios que não tenham emitido recibos eletrónicos, situação que o gabinete do ministro das Finanças admitiu à Lusa estar parcialmente reportada.

"Há várias dificuldades, porque as Finanças não têm um comportamento homogéneo no país inteiro e de repartição de Finanças para repartição de Finanças", afirmou o presidente da Associação Nacional de Proprietários (ANP), António Frias Marques à Lusa.

O presidente da Associação Lisbonense Proprietários (ALP), Luís Menezes Leitão, disse que é "incompreensível" ser necessário entregar duas declarações relativas ao mesmo ano, referindo-se à "declaração em janeiro e, depois, quando chega a entrega do IRS [Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares], o preenchimento do anexo F".

 

PUB

Dois detidos por tentativa de assalto a distribuidor de pizzas em Braga

Três dos suspeitos ainda não foram detidos.

entregador-de-pizza.png

 

Dois jovens de 16 anos foram detidos, em Braga, após uma tentativa de roubo a um distribuidor de pizzas.

O crime aconteceu na Rua Irmãos Pintores, quando cinco pessoas tentaram roubar o homem, de 33 anos, que se encontrava a distribuir uma pizza.

Os jovens colocaram-se em fuga tendo dois deles, de 16 anos, sido intercetados e detidos. A polícia ainda não conseguiu identificar os restantes suspeitos, estando a fazer diligências nesse sentido.

Os detidos foram notificados para comparecerem, nos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal Judicial da Comarca de Braga, para aplicação de adequada medida de coação.

 

PUB

Sp. Braga: Marko Bakic a caminho de Espanha por emprestimos

O Sporting de Braga vai emprestar Marko Bakic ao Alcorcón até ao final da temporada.

1024.jpg

 



O médio montenegrino, de 23 anos, reencontrará Julio Velázquez, treinador com quem trabalhou no Belenenses durante a segunda metade da época passada. E com bons resultados.

Bakic chegou cedido pela Fiorentina e tornou-se figura importante no Restelo: 15 jogos, 4 golos.

No verão acabou por assinar pelo Sp. Braga, mas não confirmou os bons sinais dados em Lisboa. Nos Guerreiros do Minho somou 9 presenças, apenas duas com o estatuto de titular. No campeonato fez só 92 minutos. 

PUB

Presidente do Moreirense enalteceu a conquista da Taça da Liga

O presidente do Moreirense, Vítor Magalhães, falou na zona mista do Estádio do Algarve e enalteceu o feito histórico.

img_818x455$2016_06_18_19_34_02_545192.jpg

 

«É um feito para aquela pequenina vila. Estamos a fazer um trabalho muito interessante e isto é um trabalho que já fazemos ao longo de décadas e em que os jogadores que entram naquele balneário percebem, com trabalho, humildade, rigor e disciplina. Estou muito orgulhoso. Somos o expoente máximo dos clubes pequenos e tentamos ser iguais aos maiores em valores e no bem receber.»

Depois, o presidente elogiou o trajeto nesta Taça da Liga: «Eliminamos o Feirense, Belenenses, FC Porto, Benfica e Sp. Braga. Ganhamos aos três primeiros classificados do campeonato, por isso somos o expoente máximo da pequenez. Quinta já temos um jogo em casa, vamos ver que dinheiro arrecadamos, não sei se dá para as despesas, se sobrar algum vai ser dividido também com os jogadores.»

PUB

O Moreirense fez história pela primeira vez

O Moreirense é o "campeão de inverno" e vencedor da Taça da Liga 2016/2017, ao bater na final, disputada no Estádio Algarve, o Sporting de Braga por 1-0.

image.jpeg

 

 Depois de ter afastado na fase de grupos o FC Porto e nas meias-finais o detentor do título, o Benfica, o Moreirense voltou a surpreender e derrotou no jogo decisivo o Sporting de Braga, formação que na temporada de 2012/2013 tinha conquistado.

 

No final do jogo aos jornalistas Josrge Simão referiu que o Moreirense merece o trofeu

 

«O que é que aconteceu para que o Sporting de Braga não conseguisse ganhar? Eu acho que ambos os treinadores tinham previsto uma final decidida em detalhes, num ou outro lance. Devo confessar que, na primeira parte, senti que nós estivemos demasiado racionais. Faltou paixão, faltou entrega, faltou soltarmo-nos. Parecia que as emoções nos toldaram os movimentos. O Moreirense também pouco se aproximou da nossa baliza, não me recordo de nenhuma situação iminente de golo. E há o lance do penalti. Nem sequer vou entrar por aí, não tive oportunidade de ver o lance e não tenho interesse nenhum em entrar por esse caminho.»

«Na segunda parte, há que realçar a capacidade do Moreirense em nos manter inseguros. Passou a estar em vantagem, aproveitando o espaço enorme nas costas da nossa linha defensiva. E manteve-nos inseguros no nosso ataque, que pretendíamos que fosse maciço. Mas fomos aqui e ali criando situações de golo que nos poderiam permitir empatar, no mínimo, e acredito que, se fizéssemos um golo, nos galvanizaríamos para fazer o segundo. Não conseguimos fazer o golo e o que me resta é felicitar o adversário por esta página brilhante no seu clube. Repare-se que conquista um troféu deixando quem deixou para trás. Acho que esse dado merece ser registado e felicitá-los por isso.»

«É um momento duro para mim, como é óbvio, para os meus jogadores porque vejo as reações normais que tiveram, para os nossos adeptos, que caminharam muitos quilómetros para lutar connosco. Nós batemos no chão, só temos de nos levantar. No futebol, os processos são muito mais rápidos do que na vida. Em qualquer momento dramático, o que há a fazer quando batemos no chão é reerguermo-nos novamente e, se possível, com forças redobradas.»

 

Já Agusto Inácio Treinador dos conegos saliento o esforço e empenho dos seus atletas

«Não foi um grande espetáculo. As duas equipas jogaram quase com a mesma estratégia, nas transições. Não houve transições, não houve remates - pouca emoção, não há golos. Há a grande penalidade a acabar a primeira parte. E, na segunda parte, eu esperava que o Sporting de Braga entrasse com outra pujança. O que nos convinha, porque depois ia entrar o Boateng para surpreender a defesa do Braga. Mas só nos últimos dez minutos é que o Sp. Braga atacou em força para tentar a igualdade. Mas já antes o Geraldes já tinha perdido o 2-0, o Sp. Braga tem uma grande oportunidade com uma defesa do Makaridze e o Podence tem o 2-0 para fazer, também não fez.»

«Jogo com poucas oportunidades, um bom vencedor, a equipa que mais fez para ganhar e, por isso, estamos todos contentes e dar os parabéns a todos. A vitória não é dos jogadores, não é do treinador, não é do presidente, não é do departamento médico, não é de ninguém, é de toda a família do Moreirense. Houve muita gente a fazer 600 quilómetros para baixo e agora vão fazer 600 quilómetros para cima, fora aqueles que ficaram nessa grande vila e que merecem este momento que estamos a passar. Moreira de Cónegos nunca foi tão falado como agora e isso deve-se realmente ao pequeno grande clube que é o Moreirense.»

 

Cauê: Médio foi eleito melhor jogador da final da Taça da Liga.

 

«Tive a responsabilidade de colocar a equipa na frente, num lance capital, mas treinamos também para isso.
Moreira de Cónegos é uma vila pequena e para eles isto é uma feito histórico, tal como para o clube, que conquistou este troféu invicto.»

PUB

Campeonato de rali dos Açores vai ter um R5

A equipa Play/AutoAçoreana Racing vai disputar os campeonatos regionais de Ralis de 2017, 2018 e 2019, com a dupla Ruben Rodrigues e Estevão Rodrigues a correrem com um DS3 R5 Evo, preparado pela Sports and You.

image.jpeg

 

O dois jovens açorianos têm-se evidenciado nas competições automobilísticas regionais, pelo que a Fábrica de Tabaco Micaelense, e a Auto Açoreana Grupo associaram-se na criação desta equipa, que desta forma adiciona mais um bom carro para a luta pelos lugares cimeiros das provas automobilísticas açorianas. Recorde-se que a Fábrica de Tabaco Micaelense tem um longo historial de apoio ao automobilismo, tendo patrocinado muitos campeões ao longo de várias décadas.

 

 

 

 

PUB

Hora do Planeta quer 150 municípios portugueses às escuras em 2017

Os promotores da iniciativa mundial Hora do Planeta pretendem ter a adesão de 150 municípios portugueses este ano, a apagar a luz em monumentos, chamando a atenção para a necessidade de alterar comportamentos em defesa do ambiente.

naom_532749aa3b3f5.jpg

 

"Estamos a 60 dias, a Hora do Planeta vai ser a 25 de março, este ano" e hoje abre oficialmente a campanha a pedir aos municípios que se inscrevam e participem na iniciativa, disse à agência Lusa a coordenadora da associação de defesa do ambiente WWF Portugal.

O que é esperado das autarquias é que declarem "o seu apoio à Hora do Planeta, do município, da cidade ou da vila, desligando alguns monumentos simbólicos" das 20:30 às 21:30, no sábado, dia 25 de março.

Além do "apagão", a que os cidadãos podem juntar-se desligando a eletricidade nas suas casas, alguns municípios propõem iniciativas locais a favor da sustentabilidade.

A Hora do Planeta começou a ser assinalada em Portugal em 2008, quando teve a adesão de 11 municípios, número que, em 2016, já atingia 120, ou seja, um terço das câmaras portuguesas participou.

"Gostavamos de crescer, pelo menos, 5% ou 10% esse número [120] e chegar a cerca de 150 municípios, que seria cerca de metade de Portugal a aderir e a ficar às escuras pela Hora do Planeta", salientou Ângela Morgado.

A iniciativa da WWF Portugal vai realizar-se em Lisboa, como aconteceu no ano passado, e está programado um concerto de música à luz de velas, no Parque Eduardo VII, mesmo local de 2016, quando foram convidadas as cantoras Sara Tavares e Carminho.

O concerto terá início às 20:30, a Hora do Planeta, e os bilhetes, com "um preço simbólico de 10 euros", especificou a responsável da WWF Portugal.

"A dinâmica da Hora do Planeta, sendo a maior plataforma de ação para o ambiente, [assenta] em compromissos das pessoas para com o ambiente, para uma vida com mais qualidade e mais sustentável", explicou.

A Hora do Planeta é uma iniciativa simbólica que pretende chamar a atenção e responsabilizar as pessoas na luta contra as alterações climáticas e a favor de um ambiente sustentável.

Foram mais de sete mil as cidades de 178 países ou territórios em todo o mundo, e milhões de pessoas a aderir a esta ação pelo ambiente, no ano passado.

 

Mosteiro dos Jerónimos, Cristo Rei, Torre de Belém, Palácio Nacional da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Palácio de Monserrate, Castelo de S. Jorge, Museu da Eletricidade, Muralhas de Miranda do Douro, Castelo de Porto de Mós, Monumento dos ex-Combatentes do Ultramar de Santa Comba Dão, Castelo e Igreja dos Agostinhos, em Vila Viçosa, Muralhas de Serpa, Ponte de São Roque e Torre de Menagem, em Chaves, ou Mosteiro de S. Dinis, em Odivelas, foram alguns dos monumentos que estiveram às escuras na Hora do Planeta de 2016.

PUB

McDonald's vai ter venda automática

McDonald’s vai testar uma máquina de venda automática de hambúrgueres em Boston, a revolução no mundo da fast food está a chegar. 

image.jpeg

 

Esta inovação, que dispensa qualquer tipo de interação entre cliente e vendedor, vai poder dar um Big Mac, a custo zero, a todos aqueles que se apressarem.

PUB

Já se sabe por que um quarto dos cancros da mama resiste ao tratamento

Um grupo de cientistas descobriu como é que os tumores de cancro da mama de um quarto dos pacientes consegue resistir aos tratamentos hormonais.

 

naom_57c565a421b14.jpg

 

Os tratamentos hormonais do cancro da mama atuam travando a produção de estrogénio no corpo da mulher – que é uma hormona que ‘alimenta’ as células cancerígenas ajudando-as a crescer.

 

Mas, segundo um novo estudo estes tratamentos falham em um quarto dos casos pois as células cancerígenas conseguem produzir a sua própria fonte de alimentação [estrogénio].

Para este estudo, publicado na revista Nature Genetics, os investigadores recolheram amostras de 150 mulheres cujos cancros da mama tinham voltado e se tinham espalhado.

O estudo conclui que estes tratamentos do cancro da mama chamados inibidores de aromatase e o Tamoxifen (modulador do recetor de estrogénio ) falham em um quarto dos casos porque as células tumorais produzem copias extra dos genes da enzima aromatase o que lhes permite produzir estrogénio para alimentar o seu crescimento.

O Dr. Luca Magnami, do Imperial College London, destaca: “Pela primeira vez vimos como é que os tumores de cancro da mama se tornam resistentes aos inibidores de aromatase”.

 

O Daily Mail destaca que 70% dos cancros da mama são estimulados pelo estrogénio.

PUB

Pág. 1/9